SHOW com lançamento do CD ‘Luz de Lamparina’ na Casa dos Cordéis

278
Imagem Divulgação

Nascido em “Fortaleza do Ituxy”, comarca de Lábrea, alto Amazonas, ANTONIO PEREIRA ou simplesmente PEREIRA como é conhecido, mudou-se para Manaus quando ainda criança e só descobriu sua inclinação para CANTADOR aos 20 anos de idade, completando em 2013, 30 anos dedicados a Cantorias. Sua formação musical vem da cultura popular, onde nos bares em Manaus e andanças pelo Brasil afora, lhe deram destaque no circuito alternativo da MPB.

PEREIRA se diz feliz com o resultado desses anos em que tem sido fiel aos seus propósitos na sua carreira de artista. Dono de uma voz singularíssima e de uma personalidade marcante o artista tem cumprido com maestria sua sina de CANTADOR, participando inclusive de álbuns de outros artistas que se identificam com seu estilo. Entre seus feitos se destacam participações em discos e shows de artistas de brilho como o grande JOÃO BÁ, que tem sido no decorrer dos anos o principal expositor do seu trabalho na região sudeste.

Atleta da UNG

Desnecessário como também longa seria a lista de palcos por onde o artista se apresentou, mas ele destaca a participação histórica no programa SR. BRASIL de ROLANDO BOLDRIN, e a participação no projeto Pixinguinha. Sua carreira começou a se tornar evidente na participação e conquista de festivais na região amazônica. Seu trabalho ocupa espaço significativo na região norte, boa parte da região centro-oeste, planalto central e sudeste do Brasil.

Gravou cinco CD`s:

  • O LAGO DAS 7 ILHAS(1995),
  • ESTRADA DE BARRO(1998),
  • LENDAS(2000),
  • AFLUENTES(2008),
  • LUZ DE LAMPARINA,

sendo este último lançado em dezembro de 2013.

Exceto seu último álbum, onde todas as faixas são de sua autoria, PEREIRA sempre procurou registrar, trabalhos de artistas locais e de outras regiões, sem perder a concepção de cada obra. Pereira se diz um regionalista universal. Mescla seus temas entre o regional e textos carregados de claras exposições de caráter pessoal, subjetivo, e muitas vezes filosóficos, dando ênfase a um temperamento de religiosidade quase ritualística, marca profunda de sua personalidade. PEREIRA toma para si, a frase do grande Françoise Silvestre: “SÓ É CANTADOR QUEM TRAZ NO PEITO O CHEIRO E A COR DE SUA TERRA, A MARCA DE SANGUE DE SEUS MORTOS E A CERTEZA DE LUTA DOS SEUS VIVOS”.

Serviço

  • Data: 29 de março de 2014
  • Horário: às 20h00
  • Local: Casa dos cordéis (Veja o endereço)
  • Valor: entrada 15,00